Chica Pelega 2ª edição, Editora Insular

R$29,00

Chica Pelega 2ª edição
[14 x 21 cm]

Chica Pelega 2ª edição

A GUERREIRA DO TAQUARUÇU

Autor: VASCONCELLOS, A. Sanford de

ISBN: 85-7474-033-0

Páginas: 200

Peso: 280g

ANO: 2008

Indicado para vestibular - UDESC 2009

Esta obra nos revela as chocantes injustiças e os desmandos que culminaram na Guerra do Contestado, que teve por cenário o planalto catarinense, palco do mais violento e prolongando movimento armado da história do país.
Ela ressurge sob o chicote verbal de um velho jornalista que, irrequieto na sua aposentadoria, pinçou, dentre os protagonistas dos combates, a fascinante figura de Francisca Roberta, a brava Chica Pelega, heroína da Cidade Santa de Taquaraçu. E entre embates, esperanças e morticínios, foi o veterano escriba redesenhando a sua comovente e trágica crônica.

Livro narra saga de uma guerreira desconhecida
Ana Cláudia Menezes
http://www1.an.com.br/2000/set/27/0ane.htm

Florianópolis - Depois de "O Dragão Vermelho do Contestado", o escritor A. Sanford de Vasconcellos volta a abordar um dos conflitos mais importantes do Brasil neste século, desta vez com "Chica Pelega: A Guerreira de Taquaruçu".
Personagem desconhecida da revolta entre jagunços e as tropas do Exército Nacional que se arrastou pelo Planalto e Meio-Oeste de Santa Catarina de 1912 a 1916, a personagem Francisca Roberta chegou até Sanford de Vasconcellos quando ele preparava "O Dragão Vermelho", lançado em 1998 e vencedor do prêmio na 1ª Bienal do Livro do Cone Sul, no ano passado, em Florianópolis.
A guerreira entra para a história de Santa Catarina aos 16 anos, quando o pai é morto pelas tropas do Exército, que vieram para o Sul do Brasil proteger a construção de uma estrada de ferro, patrocinada pela empresa norte-americana Brazil Railway, ligando União da Vitória (PR) até o Rio Grande do Sul. A Guerra do Contestado se inicia com a revolta dos sertanejos que moravam no local e foram expulsos pelos agentes de segurança. No dia em que o pai é morto, Chica Pelega e a mãe escapam da morte por acaso. Agentes do Exército atacam as casas e as plantações dos caboclos. Com a roupa no corpo, Chica parte em busca de um grupo que pudesse defender o pouco que ainda restava das terras. "Os que não obedeciam os editais era mortos e tinham suas casas incendiadas", conta Sanford, juiz de direito aposentado e autor de nove livros.
Provavelmente nascida em Joaçaba, Chica Pelega ficou conhecida por liderar o grupo que liqüidou os agentes do Exército Nacional na localidade de Taquaruçu, em Curitibanos. "Ela não tinha medo de morrer. Ela era o espírito dos injustiçados. Eu peguei a Chica Pelega de propósito, tanto pela sua história trágica como pela sua reação. Não estava na história dela ser guerreira. Ela foi embrutecida pelas circunstâncias. O livro é uma trajetória heróica", conta.

Escritor usou a imaginação

Para retratar a história trágica da personagem desconhecida, Aulo Sanford de Vasconcellos conectou a ficção às informações já conhecidas da história, sejam retratadas em livros ou passadas de geração em geração através da oralidade. "A Chica é muito mais fruto da minha imaginação. A não ser a parte do Exército, que tem seus registros, o Contestado foi feito por histórias orais", explica o autor de 64 anos. Apesar da inesgotável fonte de histórias que a Guerra do Contestado traz para historiadores e ficcionistas, Vasconcellos acredita que a sua contribuição "como catarinense" se esgotou neste segundo livro dedicado ao tema. "O Contestado é uma história com material quase inesgotável. É muito rico", diz.
Outro personagem que ele considera injustiçado pelo destino é o capitão do Exército Matos Costa, um dos poucos oficiais, na opinião de Sanford, a perceber a verdadeira situação social da região e as injustiças praticadas contra os jagunços. O capitão, assassinado por jagunços, foi relatada por ele em "O Dragão Vermelho do Contestado". A personagem de Chica Pelega foi marcante na vida do escritor. Uma das cenas mais destacadas é a da morte da guerreira, aos 20 anos, já nas últimas páginas da obra. Por causa da mãe doente, Chica decide ficar em Caraguatá, próximo a Caçador, e não seguir para uma batalha em que os homens iriam enfrentar os oficiais. No local ficaram mulheres, velhos e crianças, pois na visão dos guerreiros, estes seriam poupados do ataque do Exército. No ataque, os oficiais não pouparam ninguém. Enlouquecida pela morte do marido e, agora, da filha, a mãe carrega Chica no colo e a embala numa canção de ninar .
"Ao contar a história de Chica, estou contando a história de todos os injustiçados do Contestado. Ela é o plural", diz. (A.C.M.)

Comentários

Categorias
Administração (29)
Administração Universitária (11)
Agronomia (7)
América Latina (46)
Anarquismo (8)
Antropologia (13)
Automotivação (23)
Avaliação Universitária (16)
Biblioteconomia / Ciência da Informação (5)
Biografia (68)
Biologia (5)
Ciências Sociais-> (71)
Cinema (2)
Coleção Debate Social (2)
Coleção Jornalismo Audiovisual (5)
Coleção Jornalismo e Acontecimento (4)
Coleção Jung sai pra rua (2)
Coleção Linguística (5)
Coleção Pátria Grande (6)
Coleção Pedrinho (3)
Coleção Pensadores da Pátria Grande (4)
Coleção Segurança Pública (2)
Comunicação / Jornalismo (159)
Contestado (11)
Contos (26)
Crônica (26)
Cultura (6)
Desenvolvimento Regional (3)
Direito-> (58)
Ecologia / Meio Ambiente (32)
Economia (26)
Educação (94)
Enfermagem (3)
Engenharia / Arquitetura-> (13)
Espiritualismo (13)
Esporte (10)
Estudos Culturais (8)
Estudos em Jornalismo e Mídia (9)
Ficção Cientifíca (5)
Filosofia (9)
Florianópolis / Santa Catarina (62)
Futebol (8)
Geografia (23)
Gerenciamento (3)
História (140)
Humor (3)
Infantojuvenil (10)
Jornalismo (1)
Linguística (32)
Literatura (110)
Matemática (3)
Neurolinguística (1)
Nutrição (6)
Permacultura (1)
Poesia (58)
Política (47)
Psicologia (11)
Radiotividade (2)
Relações Internacionais (12)
Religiosidades (15)
Romance (36)
Saúde (23)
Segunda Guerra Mundial (6)
Segurança Pública (10)
Série Comunicação Audiovisual (2)
Série Construindo a Tradução (2)
Série Estudos Culturais (5)
Série Estudos de Língua de Sinais (3)
Série Jornalismo a Rigor (12)
Série Jornalismo e Sociedade (3)
Série Tecnologia Social (3)
Serviço Social (4)
Sociologia-> (37)
Teoria da Decisão (1)
Transporte (4)
Urbanismo (5)
VESTIBULAR-> (7)
Pesquisa rápida
 
Utilize palavras chave para pesquisar livros.
Pesquisa avançada
Compartilhar o livro