Questões Contemporâneas, Editora Insular

R$42,00

Questões Contemporâneas
[15X21cm]

Questões Contemporâneas
Coleção Debate Social – Volume 1

Organizadoras
Maria da Penha Smarzaro Siqueira
Teresa Cristina da Silva Rosa

180 páginas
Peso: 200g
ISBN: 978-85-7474-849-8
Ano: 2016

A Coleção Debate Social é uma iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política ao Núcleo de Estudos Urbanos e Socioambientais da Universidade Vila Velha do Espírito Santo para a divulgação de sua produção científica.

Autores/as
Alceu Maurício Júnior
Christian Comeliau
Edna de Assis Ferreira Reis
Felipe Ramaldes Corrêa
José Rodrigues Júnior
Lucia Maria M. Bógus
Maria da Penha Smarzaro Siqueira
Maria Lucia Alves Fabiano
Paulo Edgar da Rocha Resende
Raquel Otoni de Araújo
Ricardo Matos de Souza
Teresa Cristina da Silva Rosa

Apresentação

Maria da Penha Smarzaro Siqueira
Teresa Cristina da Silva Rosa
(Organizadoras)

A Coleção Debate Social tem como objetivo oportunizar a publicação de resultados de trabalhos científicos com enfoque interdisciplinar na área de Ciências Sociais e Humanas, com destaque para as produções científicas de alunos e professores de Programas de Pós-Graduação, constituindo-se, assim, numa alternativa que possa dar maior visibilidade aos trabalhos gerados em pesquisa de Programas de Pós-Graduação Stricto Senso. A Coleção é uma iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política (PPGSP) ao NEUS – Núcleo de Estudos Urbanos e Socioambientais (Universidade Vila Velha / UVV-ES), abrindo um espaço para a divulgação da produção científica de professores e alunos do Programa.

O dossiê-tema “Questões Contemporâneas” contribui com o lançamento da primeira publicação da Coleção, que coloca em debate a complexidade deste tema em suas diversas perspectivas e novas abordagens no contexto da sociedade que vivemos. Os artigos publicados nesta primeira edição são baseados em resultados de trabalhos do mestrado do PPGSP-UVV-ES, contribuindo para uma maior compreensão de questões sociais contemporâneas. Eles colocam em foco temas relevantes inscritos nas linhas de pesquisa de professores e conduzidos pelos mesmos enquanto objeto temático das dissertações do PPGSP da Universidade de Vila Velha.

Questões Contemporâneas se apresenta como um amplo leque catalisador de perspectivas de investigação sociais, econômicas, políticas, culturais, ambientais, dentre outras, envolvendo uma diversidade temática que perpassa por diferentes campos de saber.

As especificidades dos processos de desenvolvimento e das relações entre Estado e Sociedade dentro dos paradigmas da lógica capitalista provocam mudanças decorrentes desta dinâmica que marcaram o final do século XX, consolidando, no inicio do século XXI, uma nova forma de se pensar a sociedade em sua abrangência, sua complexidade e suas novas configurações.

Tendo a sociedade contemporânea como eixo temático de nossas preocupações, os artigos aqui apresentados expressam um conhecimento que flui, colocando em pauta reflexões que caracterizam um conjunto de abordagens marcantes na Contemporaneidade. Contribuindo para este debate sobre a Contemporaneidade, este primeiro dossiê apresenta artigos versando sobre diferentes temas, indo da educação à criminalização política das manifestações de junho de 2013 passando pela questão da redução de risco de desastres e das migrações internacionais.

O artigo de abertura aborda a questão da “Desigualdade social e educação”, enquanto uma associação permanente no contexto do desenvolvimento nacional. Em abordagem histórico-sociológica, Maria da Penha Smarzaro Siqueira e Edna de Assis Ferreira Reis, desenvolvem uma reflexão pontuada na primeira metade do século XX, traçando uma inter-relação entre desigualdade social e educação, com foco na permanente manutenção deste entrelace no cenário nacional, distanciando a educação como expressão de desenvolvimento e maior equidade social. Mesmo com as mudanças sociais e os novos direcionamentos no pensar a “educação”, sua natureza e sua função sua social perpassaram as primeiras décadas do Brasil republicano de forma vulnerável e fragmentada, refletindo uma problemática de difícil resolução no âmbito questão social.

Em seguida Teresa da Silva Rosa e Raquel Otoni de Araújo apresentam um artigo discutindo a redução de risco de desastres na perspectiva trazida pelo o marco internacional conhecido como Quadro de Ação de Hyogo (QAH), proposto para a década 2005-2015. Este marco regula as ações do setor público e privado, de comunidades e da academia quanto à gestão de risco e à construção de comunidades resilientes na visão da complexidade dos desastres, a qual demanda a participação multiestrato dos diversos atores envolvidos. Além disso, o texto procura antecipar algumas proposições com relação ao marco regulatório para a próxima década à partir dos debates ocorridos nos últimos encontros promovidos pelo Escritório da ONU para a Redução de Risco de Desastres/UNISDR quanto pela observação de debates em nível local e regional no país.

O artigo de José Rodrigues Júnior e Paulo Edgar da Rocha Resende com o tema “Meios de Comunicação, Participações e Criminalizações Políticas, nos Limiares da Sociedade de Controle” aborda as manifestações de junho de 2013 revelando uma flagrante crise de representatividade política existente no Brasil. Crise, consubstanciada na ineficiência da gestão pública e na superveniência, no mercado e nas instituições do Estado, de interesses de acumulação de poder em detrimento de interesses e demandas populares. Destacam a contundência das revoltas, a repressão policial e a reprovação da mídia tradicional, ao mesmo tempo em que espaços de participação institucional direta são estimulados e ampliados, formando um tripé da reprodução e legitimação de uma política una, limitada, controlada, regulada, excludente de multiplicidades de práticas políticas. Alceu Maurício Júnior e Ricardo Matos de Souza apresentam um estudo com foco em conceitos básicos de educação ambiental e cidadania, delineando um debate teórico pelo viés do olhar e da compreensão dos autores sobre o tema e suas perspectivas no país.

A abordagem ressalta a questão ambiental aliada à educação ambiental como uma referência de construção das ideias de cidadania em dimensão mais abrangente, perpassando pela importância da conscientização socioambiental enquanto uma preocupação da sociedade contemporânea.

Em meio às preocupações em pauta, Felipe Ramaldes Corrêa apresenta um artigo com abordagem sobre os reflexos da globalização nas realidades locais, focado nas questões culturais em suas múltiplas representações. A discussão tem um viés teórico-conceitual sobre o tema na complexidade contemporânea. O autor elege a comunidade de pescadores artesanais da Ilha das Caieiras localizada em Vitória-ES, como objeto de amostragem e, sem pretensão de dar respostas, aponta questões nos conduzindo a um novo olhar sobre a percepção da modernidade e globalização em realidades locais e os impactos dos novos paradigmas socioculturais sobre as mesmas.

Lucia Maria Bógus e Maria Lucia Alves Fabiano fazem uma reflexão sobre as migrações internacionais na Contemporaneidade do país. Diante da projeção no cenário internacional do Brasil e das maiores restrições na Europa e Estados Unidos, as autoras problematizam a onda recente e crescente de imigrantes e refugiados de origens cada vez mais diversas que, buscando se estabelecer no país, encontram dificuldades, sofrem preconceito e lutam contra resistências apesar das políticas públicas facilitando a entrada e o estabelecimento dos mesmos.

Finalmente, cabe ressaltar que o processo de desenvolvimento é um pano de fundo que perpassa os capítulos do presente volume sobre as Questões Contemporâneas. Nesse sentido, o ensaio de Christian Comeliau fecha esse volume. Afinal, sua reflexão nos coloca diante do questionamento sobre a tirania da dimensão econômica como princípio sobre o qual o desenvolvimento se constrói, ainda, na Contemporaneidade. A hegemonia dessa dimensão produz um discurso do desenvolvimento simplista e reducionista, colocando, em segundo plano, demandas socioambientais fundamentais para a sociedade contemporânea: desigualdade social e educação, participações e criminalizações políticas, gestão de redução de risco de desastres, cidadania ambiental, comunidades tradicionais e migrações internacionais. Boa leitura!

Comentários
Categorias
Administração (29)
Administração Universitária (9)
Agronomia (6)
América Latina (39)
Anarquismo (8)
Antropologia (13)
Automotivação (23)
Avaliação Universitária (16)
Biblioteconomia / Ciência da Informação (5)
Biografia (65)
Biologia (5)
Ciências Sociais (66)
Cinema (2)
Coleção Jornalismo Audiovisual (4)
Coleção Jornalismo e Acontecimento (3)
Coleção Jung sai pra rua (2)
Coleção Linguística (5)
Coleção Pátria Grande (6)
Coleção Pedrinho (3)
Coleção Pensadores da Pátria Grande (3)
Comunicação / Jornalismo (145)
Contestado (10)
Contos (26)
Crônica (26)
Cultura (6)
Desenvolvimento Regional (4)
Direito (50)
Ecologia / Meio Ambiente (32)
Economia (27)
Educação (91)
Enfermagem (3)
Engenharia / Arquitetura (13)
Espiritualismo (12)
Esporte (10)
Estudos Culturais (9)
Estudos em Jornalismo e Mídia (9)
Ficção Cientifíca (4)
Filosofia (9)
Florianópolis / Santa Catarina (59)
Futebol (8)
Geografia (22)
Gerenciamento (3)
História (139)
Humor (3)
Infantojuvenil (10)
Jornalismo (1)
Linguística (28)
Literatura (100)
Matemática (3)
Neurolinguística (1)
Nutrição (6)
Permacultura (1)
Poesia (58)
Política (48)
Psicologia (11)
Radiotividade (2)
Relações Internacionais (13)
Religiosidades (15)
Romance (35)
Saúde (23)
Segunda Guerra Mundial (6)
Segurança Pública (9)
Série Comunicação Audiovisual (2)
Série Estudos Culturais (5)
Série Estudos de Língua de Sinais (3)
Série Jornalismo a Rigor (10)
Série Jornalismo e Sociedade (3)
Série Tecnologia Social (3)
Serviço Social (4)
Sociologia-> (38)
Teoria da Decisão (1)
Transporte (3)
VESTIBULAR-> (7)
Pesquisa rápida
 
Utilize palavras chave para pesquisar livros.
Pesquisa avançada
Compartilhar o livro